Clipes Gauchos

Cenair Maica

Cenair Maicá – Cepa Missioneira

Cenair Maicá – Cepa Missioneira

Apresentação de Cenair Maicá em uma Churrascaria em Chapecó, 1988, acompanhado de Paulo Guerra ao Violão e Gerson Antunes no Acordeon.

Cenair Maicá – Entre o Guaíba e o Uruguai

Cenair Maicá – Entre o Guaíba e o Uruguai

    

IMDB: /10 Votos

https://www.youtube.com/watch?v=9Yo610KRqGU Cenair Maicá - Entre o Guaíba e o Uruguai Olhando para o rio guaiba Senti uma mágoa, algo diferente Será que alguém pintou esse rio Como vi essas águas, sinceramente. O aguapezal vagando como eu, Um pescador sonhando como eu Muitos olhares olhando igual ao meu E mil romances tristes qual o meu. Nessas águas calmas Contando segredos pra quem vive nelas Pinta céu e suor Paira o ódio e o amor Nuanciando aquarelas. Olhando para o rio guaiba Cantei minha mágoas Que até me distrai E faz lembrar com saudade Ver a realidade Do rio Uruguai. O aguapezal vagando ...

Cenair Maicá – Bolicho

Cenair Maicá – Bolicho

    

IMDB: /10 Votos

Cenair Maicá - Bolicho No balcão cheiro de risos de taboa velha riscada Maço de palha e o fumo numa estopa remangada Poeirada, muita cachaça e alguma rusga entaipada. O rádio que se desmancha num tangaço de Gardel Peça de chita floreada, renda, alpargata e pastel. E um gato velho brasino que a cuscada dá quartel.   Bolicho beira-de-estrada, na solidão da campanha Onde o índio solitário afoga as mágoas na canha. Morada dos cruzadores, onde o andejo sem rumo Busca na canha e no fumo matar saudades de amores.   Lá fora ...

Cenair Maicá – Da Terra Nasceram Gritos

Cenair Maicá – Da Terra Nasceram Gritos

    

IMDB: /10 Votos

Cenair Maicá - Da Terra Nasceram Gritos Mataram meus infinitos e me expulsaram dos campos; Da terra nasceram gritos, Dos gritos brotaram cantos! E me fiz canto De tropeiros e ervateiros Rasgando sulcos, Com arado e saraquá; Nas alpargatas dos "quileiros" e "chibeiros", Andei as léguas De Corrientes e Aceguá! Meu canto é rio, Meu canto é sol, Meu canto é vento, Eu tenho berço, Eu tenho pátria, Eu tenho glória, Eu só não tenho terra própria Porque a história Que eu escrevi, Me deserdou no testamento! Entretanto - bem ou mal, Não me emociono, Com os que combatem As verdades do meu canto; Sem ter ...

Cenair Maicá – João Sem Terra

Cenair Maicá – João Sem Terra

    

IMDB: /10 Votos

Cenair Maicá - João Sem Terra Eu me chamo João Sem Terra Em morador desta campanha B7 e fui pra cidade estranha Em atráz de um sonho ilusório E7 Am deixando meu território G B7 E de certo meio na canha. B7 Logo na beira de um povo E encontrei um companheiro B7 velho amigo João Barreiro E também sem terra e sem casa E7 A e ...

Cenair Maica – Baile do Sapucay

Cenair Maica – Baile do Sapucay

Cenair Maica - Baile do Sapucay Neste compasso da gaita do sapucay Se bailava a noite inteira lá na costa do Uruguai Luz de candeeiro e o cheiro da polvadeira Hermanava castelhanos e brasileiros na fronteira Choram as primas no compasso do bordão E o guitarreiro canta toda a inspiração E a cordeona num soluço refrexando Marca o compasso do posteiro sapateando Neste compasso da gaita do sapucay Se arrastava alpargatas lá na costa do Uruguai Chinas faceiras de um jeito provocador Vão sarandeando, é um convite para o amor levanta a poeira ...




Assinar blog por e-mail

Digite seu endereço de e-mail para assinar este blog e receber notificações de novas publicações por e-mail.

Junte-se a 1.930 outros assinantes