Clipes Gauchos

Mano Lima

Corpo de Cavalo – Mano Lima

Corpo de Cavalo – Mano Lima

Corpo de Cavalo - Mano Lima   Avance um corpo de cavalo, amigo. Passe pra diante e vem prosear comigo. Vamos fala de égua xucra. Da lida bruta, do sistema antigo.   Olha no tempo que eu domava eu peguei um baio ruano. Que lhe digo, veiacava, batendo os quarto na grama. Não se escorava na rédea nem sem importava com o mango. Distância de meia légua se ouvia o berro do ruano.   Vou lhe mostrar uma peiteira que eu fiz pra certa ocasião. Umas éguas cagroceira pra ajeita meus redomão. Tenho tudo ...

João Balaio – Mano Lima

João Balaio – Mano Lima

João Balaio - Mano Lima Fui dançar com uma morena muito linda Se eu não me engano foi em santa catarina Ela me disse: "eu não danço com pião de estancia Fede a barro de manguera, a galpão e a criolina." Ela me disse: "eu não danço com pião de estancia Fede a barro de manguera, a galpão e a criolina."   Dali um poco o gaitero cansou E me pediu que lhe desse uma mão E a morena veio e me perguntou: Se eu não cantava ingles Nem que fosse ...

Estouro de Tropa – Mano Lima

Estouro de Tropa – Mano Lima

Estouro de Tropa - Mano Lima A tropa vinha assombrada, caminhava e não deitou Por volta da madrugada o segundo quarto pegou Tava arrumando os arreio e um quero-quero gritou E eu disse pros companheiro: a nossa tropa estourou. Estava na ronda o Patrício, o Locario, o Lico e o Bentão Também vinha o Chico Souza, o Maurante, o José e o Carlão Vinha também o Djalma arrumando os redomão E eu que era o capataz ia da tropa ao fogão. Mas Deus andava na terra e estava junto ...

Gaúcho Urutau – Mano Lima

Gaúcho Urutau – Mano Lima

Gaúcho Urutau - Mano Lima  Eu não sou um pica pau, também não sou sabiá Eu sou um gaúcho urutau que canta pra não chorar Eu nunca falei de amor também não deixei de amar Pois só não falo das penas quem sempre vive a penar Cavalo que vem pisado também não fala mas sente Se meu rosto esta marcado não é de valde minha gente Urutau que triste canta lá no capão onde mora Em Mamboré ainda criança na minha garganta chora. Urutau que triste canta lá no ...

Tropa Miúda – Mano Lima

Tropa Miúda – Mano Lima

Tropa Miúda - Mano Lima   Como é triste o berro da tropa parceiro que vem flagelada O tropeiro levanta o terneiro que cansa na beira da estrada Ao ver essa tropa que vem assoriada sem pasto e sem água Me lembro meu povo miúdo e sofrido sem rumo e sem nada.   O sol que alumia é a libre de ouro que falta a meu povo Que chora por dentro sem graxa e sem sonho tão simples retovo O pranto que eu choro me cai e se some ...

Dom Santana – Mano Lima

Dom Santana – Mano Lima

Dom Santana - Mano Lima   Vai na ponta lagarto pra arrumar pouso E diga que a tropa é braba e já correu Passa pelo fiador e diga pro teimoso Cuidar o buraco que o boi Barroso vem na garupa do Meneléu   Arruma um canto pra ronda de preferência Se não tiver paciência é ronda redonda – Diga que a tropa é marca bijujamota Que o destino é Pelotas e o capataz é o Santana.   Quem traz no couro o destino de ser tropeiro Pousando nos campos alheios comum teatino Amarga a ...

Mano Lima Sem Paia e Sem Fumo

Mano Lima Sem Paia e Sem Fumo

Mano Lima Sem Paia e Sem Fumo Sem paia e sem fumo e com fosfri moiado meio atrapaiado deixei da muié Cum dente cariado me dando fisgada e uma unha encravada no dedão do pé Ando pior que o finado tatu quando deu sururu deixei rancho e panela Pato galinha e marreco inté esse inseto eu deixei com ela De vem de raiz só restou meu cavalo mas tão azarado que vou le contar Criava porco daqueles vermeio dum gringo grangeiro adonde eu fui posa Vem cá ...

Cesár Oliveira e Rogério Melo e Mano Lima – De São Miguel a Mercedes

Cesár Oliveira e Rogério Melo e Mano Lima – De São Miguel a Mercedes

Cesár Oliveira e Rogério Melo e Mano Lima - De são miguel a mercedes Na garupa do vento, veio um gritito pra mim Riscado de adaga e lança, lutando pra não ter fim É um gritito campeiro que já serviu de clarim Gritou na goela de um taura e agora grita por mim Esta terra tem dono, disse um índio do Rio Grande Sou mescla desse entrevero, templado de terra e sangue Por isso que quando escuto uma cordeona roncar Chega me levantar o pêlo e eu sou ...

Mano Lima – Mal Parido

Mano Lima – Mal Parido

Mano Lima - Mal Parido Me chamam de mal parido Porque eu nasci muito feio Mas eu danço e toco gaita E sou bem bom nos arreio Ninguem me pisa no pala Porque eu me arrasto e peleio Mais feio que eu não há E acho que nasci virado Mas aprendi com o meu pai A ser um gaúcho honrado Trabalhando e respeitando Costiando algum mal costiado Eu sei que so um indio feio Mas sou louco de aragano Se me botar nos arreio Esparramo veiaqueando Mesmo com feiura e tudo Não perco as muié de vista Porque acho ...

Muiézinha Incomodativa – Mano Lima

Muiézinha Incomodativa – Mano Lima

Muiézinha Incomodativa - Mano Lima Muiézinha incomodativa igual a minha ninguém tem... Não se dá com mais ninguém, Já brigou com a vizinhança E o prazer da vida dela, É dá-le pau nas minhas Crianças... Joga carta, fuma e bebe e anda sempre bem pintada, A risada é debochada e é tarada por lambança Já perdeu toda confiança, E Não me vale quase nada... Brigou com o pai e a mãe, com meus irmãos e com a cunhada É a Mulher mais desgraçada que esse mundo já pariu Quando sai leva as ...