Clipes Gauchos

Os Fagundes

Bagre Fagundes – Las Mañanitas

Bagre Fagundes – Las Mañanitas

    

IMDB: /10 Votos

Estas son las mañanitas Que cantaba el rey David Hoy por ser día de tu santo Te las cantamos a ti Despierta, mi bien, despierta Mira que ya amaneció Ya los pajaritos cantan La luna ya se metió Que linda esta la mañana En que vengo a saludarte Venimos todos con gusto Y placer a felicitarte El día en que tu naciste Nacieron todas las flores En la fila del bautizo Cantaron los Ruiseñores Ya viene amaneciendo Ya la luz del día nos día Levántate de mañana Mira que…

Os Fagundes – Noturno

Os Fagundes – Noturno

Os Fagundes - Noturno Quico Fagundes é do sul do país, mas há anos mora em Brasília. Vem de uma família bastante envolvida com a música regional dos pampas e a tradição gaúcha. É um exímio violonista, além de compositor. Teve uma amizade bem chegada com o Sérgio Pimenta, o que lhe rendeu o privilégio de produzir algumas canções desse respeitado músico que já não está entre nós ( “Vem comigo”, “A moça do poço”). Recentemente Quico começou a produzir e postar ...

Os Fagundes – A Hora do Mate

Os Fagundes – A Hora do Mate

Os Fagundes - A Hora do Mate Fiz essa milonga pra hora do mate Pra hora da charla, pra hora do abate Fiz essa milonga ao cair da tarde Pois o sol já não arde tanto no lombo Se escuto um violeiro ou um milongueiro Um Darcy Fagundes, um Jayme Caetano É a hora do mate que junta os paisanos Que encilharam nuvens, mas seguem cantando Janelas abertas num rancho rural E o verso campeiro já foge pra estrada Procissão sagrada dos rádios de pilha Reunindo a família pro mate Nas rédeas parceiro ...

Os Fagundes e Renato Borgetti – Querência

Os Fagundes e Renato Borgetti – Querência

Os Fagundes e Renato Borgetti - Querência Deixei a velha querência Saí de lá mui novinho Com tabuleta ao focinho E a marca já descascada Ponta da cola aparada Sinal de laço ao machinho Por estes campos afora Do meu Rio Grande infinito De pago em pago ao tranquito Repontando o meu destino Do campo grosso pro fino Fui me criando solito Angico, Mariano Pinto Picada onde me criei Por tudo ali eu andei Bebendo e jogando a tava Bem montado sempre andava Corri carreira e dancei Cruzei picadas escuras Prum baile ou jogo de prenda Derrubei porta de venda Pra tomá ...

Bagre & Quico Fagundes – Cuando la Ames

Bagre & Quico Fagundes – Cuando la Ames

Bagre & Quico Fagundes - Cuando la Ames Cuando la ames, dile que vive en tus sueños Que no habrá ninguna, mas que ella para ti Y cuando le entregues la promesa de tu amor eterno Sabrás si has amado tanto, Si has amado a una mujer de veras Y cuando le entres la promesa de tu amor eterno Sabrás si has amado tanto Si has amado a una mujer de veras Cuando la ames, dile que vive en tus sueños Sabrás si has amado tanto Si has amado a una ...

Bagre Fagundes – Canção do Jose Fragoso

Bagre Fagundes – Canção do Jose Fragoso

Bagre Fagundes - Canção do Jose Fragoso Bagre Fagundes passou sua infância na cidade de Alegrete. Seu apelido "Bagre" fora dado pelo seu irmão, João Batista, após pescar um grande jundiá no Rio Ibirapuitã. Iniciou a carreira musical apresentando-se em programas da Rádio Cultura de São Borja. Ainda adolescente, comprou uma gaita de quatro baixos e 10 teclas do irmão Aldo, com a qual comporia, anos mais tarde o Canto Alegretense, uma das canções mais populares do Rio Grande do Sul. Após trabalhar ...

Os Fagundes – Moço, Irmão, Companheiro e Paisano

Os Fagundes – Moço, Irmão, Companheiro e Paisano

Os Fagundes - Moço, Irmão, Companheiro e Paisano Moço se tenho sede Não fico olhando as nuvens à espera da chuva Cavo um poço e bebo a àgua nas mãosIrmão se tenho fome Não fico a rondar o celeiro Vou à luta, dou mãos ao arado E me alimento dos frutos que nascem do chãoCompanheiro se tenho um protesto, não esmoreço Digo logo o que quero no palco, na praça, para ser verdadeiro Paisano se amo, não me retiro ao suspiro Abro meus braços, afago, morro e proclamo a ...

Os Fagundes – Tambor do Coração

Os Fagundes – Tambor do Coração

Os Fagundes - Tambor do Coração Meu coração anda batendo diferente Bate e rebate como se fosse um tambor É desse jeito que o coração da gente Bate no peito quando está cheio de amor Se vou dormir ele não deixa e me contesta Pois descompassa e me faz ficar assim Meu coração de repente virou festa E bate um bongo no bailão dentro de mim Dum, dum, dum, dum, dum no vaneirão Bate um tambor dentro do meu coração Dum, dum, dum, dum, dum no vaneirão Bate um tambor dentro do ...

Bagre Fagundes – Gorrioncillo Pecho Amarillo

Bagre Fagundes – Gorrioncillo Pecho Amarillo

Bagre Fagundes - Gorrioncillo Pecho Amarillo Revoloteando el nido destruido un gorrioncillo pecho amarillo con sus alitas casi sangrando su pajarita anda buscando. Cuando se cansa se para y canta y hasta parece que esta llorando luego se aleja y se va cantando solo Dios sabe que va llorando Ay pajarillo gorrioncillo pecho amarello nomás de verte ya estoy llorando porque Dios sabe al estar mirando que ando sangrando igual que tu. Revoloteando el nido destruido un gorrioncillo pecho amarillo con sus alitas casi sangrando su pajarita anda buscando. Cuando se cansa se para y canta y hasta ...

Os Fagundes – De Filho Para Pai

Os Fagundes – De Filho Para Pai

Os Fagundes - De Filho Para Pai Olha, meu pai, Ouve bem, preste atenção, Hoje o bombo legüero Bate no meu coração... Tantas vezes, já te disse... Mas não custa repetir: E, cantando, digo agora O quanto gosto de ti. Ouve, guri Este velho que te adora, Nosso negócio é cantar, Não me faz chorar agora... Qual o pai que não quer ter, Por filho, um guri assim... Eu sei bem que aonde vais Nunca te esqueces de mim. Pois é, pois é, a fruta Não cai longe do pé... Pois é, pois é, filho de bagre, 2X Por certo ...