Clipes Gauchos

Rodrigo Medeiros

Poesia Gaúcha: Rodrigo Medeiros declamando “Paisano”

Poesia Gaúcha: Rodrigo Medeiros declamando “Paisano”

Paisano - Poesia Gaúcha Um dia chegou de longe, nunca se soube de donde... Chapéu quebrado na testa e um lenço preto ao pescoço, negro como pensamento de uma china despeitada. E, afinal, ficou de peão da estância de “Seu” Quirino. Primeiro que levantava ao canto do quero-quero, pra impessar a lida do dia. E quando lhe davam um alce, passava grozeando os cascos de um rozilito cinzento; pingo que era um pensamento, segundo seu comentário. Ninguém sabia seu nome; talvez, nem mesmo o patrão. Mas, quando de noitezita a indiada puxava um banco em derredor do fogão, lá, sobe um canto, ...