Clipes Gauchos

Victor Hugo

Victor Hugo – Desgarrados

Victor Hugo – Desgarrados

Victor Hugo - Desgarrados Eles se encontram no cais do porto pelas calçadas Fazem biscates pelos mercados, pelas esquinas, Carregam lixo, vendem revistas, juntam baganas E são pingentes nas avenidas da capital Eles se escondem pelos botecos entre cortiços E pra esquecerem contam bravadas, velhas histórias E então são tragos, muitos estragos, por toda a noite Olhos abertos, o longe é perto, o que vale é o sonho Sopram ventos desgarrados, carregados de saudade Viram corpos viram mundos, mas o que foi nunca mais será Cevavam mate,sorriso franco, palheiro aceso Viravam brasas, ...